As perfeições provisórias, de Gianrico Carofiglio

 

As perfeições provisórias foi uma descoberta feliz e totalmente casual. Olhava, pela enésima vez, as prateleiras de livros italianos na Livraria Cultura e dava especial atenção, como de hábito, às publicações da editora Sellerio, de Palermo.

 

Bati o olho no livro de Gianrico Carofiglio, vi rapidamente sua biografia, descobri que era de Bari, na Puglia, onde atua como juiz, e que Le perfezione provvisorie era a quarta aventura de Guido Guerrieri. Li duas ou três páginas e comprei.

 

Guerrieri é advogado e, entre uma audiência e outra, se envolve em investigações criminais. Detetive amador, hesita em aceitar um caso, navega aqui e ali na busca de pistas, tende a se considerar vencido e, finalmente, decifra o mistério.

 

Fiel à tradição hegemônica entre as narrativas policiais italianas, As perfeições provisórias explora as peculiaridades da região, insinua, sem assumir, a interferência da máfia, recusa a matriz do policial hard-boiled norte-americano. Ou seja, a reflexão prevalece e as cenas de ação são quase inexistentes.

 

Na prática, a trama do livro é mínima. Guerrieri é procurado pelos pais de uma moça de vinte e poucos anos. Ela desapareceu, a investigação policial foi inconclusiva, o caso está para ser arquivado. Eles pretendem que ele busque alguma informação capaz de impedir o arquivamento, impulsionar novas pesquisas e, sobretudo, lhes dar alguma esperança.

 

O advogado investiga um tanto aleatoriamente, tenta explorar indícios quase imperceptíveis, parece distante de qualquer solução. Cerca de dois terços das 336 páginas do romance são tomadas pelas incertezas e balanços existenciais do detetive. Sua vida inteira ressurge, proustianamente, pelas frestas da memória. Seu presente, quase oco de emoções, repete o passado de incertezas e reitera a autoimagem de uma vida gauche.

 

Citações de filósofos, historiadores e romancistas pontuam seu esforço nostálgico e movem sua investigação contorcionista. O desfecho e a revelação da verdade acerca do desaparecimento da moça não surpreendem o leitor, mas isso importa pouco.

 

O que surpreende é a capacidade de Gianrico Carofiglio utilizar o suporte tão maltratado e banalizado das histórias policiais para construir personagens sólidos — pelo menos quatro, nessa história — e desenvolver uma trama consistente.

 

É longa a lista de casos literário-policiais que se resolveram pelo acaso. Bem mais limitada é a relação dos autores de livros policiais capazes de aparecer do nada para um leitor escaldado e mostrar que há mais vida inteligente na área do que normalmente se supõe.

 

Em vários momentos da leitura de As perfeições provisórias, quis ligar para a meia dúzia de editores que conheço e propor enfaticamente sua tradução e edição no Brasil. Não fiz, mas obviamente encomendei os demais livros de Carofiglio e os lerei com prazer — aquele prazer de sentir-se entretido e, ao mesmo tempo, desafiado; esta, talvez a razão principal da ficção.

 

 

Gianrico Carofiglio. Le perfezioni provvisorie. Palermo: Sellerio, 2010

 

 

13 pensamentos sobre “As perfeições provisórias, de Gianrico Carofiglio

  1. Oi, Julio

    Você faz umas descobertas interessantes. O fato de o policial estar sendo reabilitado na Itália, ligado a uma cultura regional. Isto é um achado. A outra descoberta é a maleabilidade da literatura policial, que se deixa habitar pela alta literatura. Além da descoberta em si do próprio autor.
    Parabéns do
    msn

    • Miguel,
      tudo bem?
      Obrigado.
      Seria interessante pesquisar mais a fundo essa penetração regional do policial na Itália.
      É interessante como os autores conseguem fugir do estereótipo da máfia onipresente e variar o modelo.
      Abraços,
      Júlio

  2. nossa, vc faz trabalho de pesquisa, faz tempo q não vejo alguém buscar algo que não venha de bandeja pronto e estimulado por alguma divulgação. é muito bom ver que há gente que ainda pesquisa e vasculha obras, autores e eventos culturais que não venham prontos e estimulados de fora. fiquei curiosa por conhecer essa obra. beijos, pedrita

    • Pedrita,
      tudo bem?
      Faz parte do ofício (e do prazer) procurar autores que desconheço. A cada 40 e poucos ruins, leio um bom. rs
      O Carofiglio é muito interessante. Hoje chegaram outros cinco livros dele. Depois que ler, comento.
      Beijos,
      Júlio

  3. Julio (ja estou com saudades de novas resenhas suas!), terminei de ler Perfeiçoes provisorias. A sua resenha me estimulou e fui conferir. Gostei muitissimo. Dificil, realmente, classifica-lo como policial ou que outro tipo. Embora o fio condutor seja a “investigaçao”, ela é apenas suporte para todas as relaçoes humandas paralelas. Agora me resta ir atras de seus outros livros e descobri, pela internet, que Carofiglio acaba de lançar um outro livro que, pela resenha, que pareceu interessantissimo. Obrigado mais uma vez por suas preciosas descobertas. Muito me agradam! Abraço. Eymard.

    • Eymard,
      tudo bem?
      Obrigado.
      Demorei a escrever de novo porque estava bastante enrolado com trabalhos e atrapalhos. Publicarei, daqui a pouco, nova resenha – sobre ‘O sonho do celta’, de Vargas Llosa.
      Está no forno uma resenha sobre outro livro de Carofiglio, o melhor que li até agora: ‘O passado é uma terra estrangeira’.
      Mas fiquei curioso para saber que livro é este de que fala. Qual é?
      Abraços,
      Júlio

    • Eymard,
      tudo bem?
      Não li. Apenas vi resenhas dele. É uma análise dos usos da linguagem. Mas acho que ele não é novo; talvez seja uma nova edição. Não tenho certeza.
      Abraços,
      Júlio

  4. Julio, recebi hoje os livros do Carofiglio (inclusive o mais recente: la manomissione delle Parole”). Muito obrigado pela dica. Realmente a entrega é rápida e tudo funciona muito bem. Fiquei fregues! Abraço, Eymard.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s